Paulo Rk

Paulo Rk
Contemplação da mente

sábado, 12 de outubro de 2013

Cai na real, o dinheiro não traz felicidades, mas aquele aparelho de som, me faria muito feliz, com certeza!


Sem dúvidas que sem dinheiro não dá pra  fazer “patavinas”, mas como explicar pessoas que tem tanto dinheiro, não fazendo nada em suas vidas e muito pior, conseguindo ser infelizes?
A tal ponto de alguém dizer que fulano, é tão rico que ele só tem dinheiro no bolso! (é irônico e ao mesmo tempo engraçado)
Não quero ser hipócrita, e atualmente estou muito “infeliz”, pois não estou, se quer, conseguindo juntar grana para comprar um aparelho de som, que custa, o módico valor de dois mil e novecentos, cacetadas. (risos)
É claro que depois de adulto a minha última prioridade em vida deveria ser a compra de um aparelho de som tão caro, mas fazer o que, se a sua potência musical é tão maravilhosa de atraente, e eu gosto!
Mas voltando ao assunto principal como o prato do dia, tem gente que trabalha numa multinacional ganhando em dólares, podendo gozar as suas férias no exterior, tudo patrocinado pela própria empresa.
Bom né?!?!?!
Ao mesmo tempo, que elas próprias com todos esses benefícios, não conseguem ser felizes.
Isso para mim séria um sonho, talvez nem em sonho, pois depois que comecei a trabalhar por conta nem a férias, tenho direito. (risos)
Na verdade, de todos os infortúnios da vida, essa questão do ser ou não ser feliz com tanto dinheiro, é muito controverso, pois tais pessoas aparentemente afortunadas, não tem o que algumas pessoas desafortunadas, possuem como características naturais, a motivação pela vida.
A gente até se compara com essa gente, que nasceram com a bunda, pra não dizer cú, viradas pra lua de tanta sorte, mas diferentes delas, conseguimos ser felizes com o nosso jeitinho brasileiro, e muitas vezes, vivendo todos os dias no improviso.
Portanto vou me dar ao luxo e o direito de contradizer, as pessoas que afirmam que só o dinheiro trás felicidades, pode até ser uma felicidade momentânea, como a compra de um “aparelho” de som, mas não são tão importantes, quanto à própria motivação pela vida.
E a pergunta fundamental da vida, que não quer se calar é; “o que motiva a humanidade”?
Não vale responder que é o dinheiro, pois acabei de explicar acima, que ela não é responsável pela verdadeira felicidade humana.
Sobrevivendo entre trancos e barrancos, muitos brasileiros pobres se adaptaram as condições adversas, particularmente vivencio duas realidades como a riqueza e a pobreza, e novamente testemunho que no mundo, tudo é muito relativo.
Mas isso não responde a pergunta; “o que motiva a nossa espécie neste planeta”?
Sem a pretensão de querer responder uma pergunta tão complexa quanto falar sobre a própria origem do universo.
Mas segundo a minha compreensão baseadas nos textos budistas, acredito que a própria motivação humana seja relativa.
E cada um tem que descobrir qual é a sua, e “trabalhar” no sentido de buscar, o que é melhor para si próprio.
Uma pessoa motivada é aquela que faz tudo por prazer nesta vida, pois a sua felicidade interior, não permiti sucumbir às adversidades mundanas, ou quaisquer outros tipos de vicissitudes, como os altos e baixos em nossas vidas.
Portanto vou deixar uma sugestão para as pessoas que realmente desejam ser felizes, procurem fazer, o que estiver ao seu alcance (lógico), não passe vontade, deixando de realizar as pequenas coisas nesta vida.
Saibam vocês que são nas pequenas coisas, ou nos detalhes da vida que residem à verdadeira felicidade humana!
Paulo RK

2 comentários:

  1. Dinheiro traZ felicidade, sim !!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Dinheiro não traz felicidade. A forma como você lida com ele, sim

    ResponderExcluir