Paulo Rk

Paulo Rk
Contemplação da mente

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Não temerás nada na sua vida, pois sempre haverá uma luz no final do túnel!

Eu não sei quanto a vocês, mas acredito que não precisamos temer a vida, porque se você faz o que tem que ser feito a vida se encarregará de te proporcionar o que você necessita, fazendo o que tem que ser feito 'ela' acontece, causa e efeito.
Diz sabiamente um conto popular que a vida nos dá o necessário para sobrevivermos, e não o que pedimos, não sendo a vida injusta por conta disso, mas meritória porque tudo que almejamos nesta vida deve ser conquistada por nosso próprio esforço, por nossa conta e risco, arregaçar as mangas e lutar para conquistar os nossos sonhos em vida.
Mas não se engane e caso você seja uma dessas pessoas que adoram “viver” de braços cruzados a espera de um “milagre”, tire o cavalinho da chuva, porque a dinâmica da vida funciona como as leis que regem a matemática, sendo implacável quando diz que todo número multiplicado por zero é igual a zero.
Então vamos lá, se no presente tempo algum problema te incomoda, a primeira atitude a ser tomada é procurar informações que te ajude a desvencilhar esse teu ‘tormento’.
Observe que nos tempos modernos são muitas fontes de informações que quase sempre podem nos dar uma ‘luz no final do túnel’!
Costumo fazer isso e aprendi uma “técnica” boa, sempre quando estou com algum problema técnico em casa ou no trabalho costumo procurar no Google antes de chamar quaisquer especialistas que custam o olho da cara, e quase sempre encontro uma solução prática para me livrar do mal que me corrompe além do bolso a minha própria alma. (risos)
E se o problema que estiver passando não for técnico, mas de ordem pessoal, eu procuro ‘conselhos’ de pessoas confiáveis do meu entorno, óbvio que não reclamo para ninguém sobre as minhas dificuldades pessoais, afinal de contas todo mundo tem seus próprios problemas e dificuldades, sendo que ninguém gosta de escutar reclamações de ninguém e o meu procedimento para obter conselhos práticos é simples, eu faço dos meus problemas uma conversa informal.
Uma conversa descontraída, onde quase sempre tiro sarro de mim mesmo, fazendo das minhas dificuldades pessoais uma grande piada, onde as pessoas se divertem me aconselhando e com certeza obtenho respostas para todos os meus dilemas existenciais.
Algumas pessoas do meu entorno fazem ou possuem uma imagem equivocada ao meu respeito, pelo meu próprio jeito irreverente de lidar com os meus problemas, pessoas que não me conhecem pessoalmente “pensam” que sou irresponsável, do tipo que não leva nada a sério, não sendo o caso.
E por ser assim, agindo deste modo, vivo uma vida amena, não me preocupando com problemas antecipadamente, pois sou convicto que se algo der errado na minha vida, darei um jeito e não estou falando do ‘jeitinho brasileiro’, resolvendo problemas temporariamente ou no ‘improviso’.
Quando algo me incomoda na minha vida busco soluções definitivas, nada de improvisar, para depois ou amanhã passar pelos mesmos apuros dos dias anteriores.
O motivo desta reflexão é que não adianta ficarmos desesperados todas as vezes que algum problema surgir em nossas vidas, ‘relaxe’, eu sei que é complicado relaxar quando tudo parecer estar perdido.
Lembre se que todas as grandes e boas idéias do mundo contemporâneo foram criados em momentos de 'relaxamento absoluto', é importante lembrar que em momento de grandes dificuldades, o estresse pode tornar em pior o que já estava ruim.
E não tem o porquê nos desesperar perante algumas grandes dificuldades, quando elas “surgem” em nossas vidas, pois dificuldades ou problemas são frutos de nossas próprias ações, e para quem não sabe, toda ação gera uma reação, teoricamente se foi você quem criou um problema, com toda certeza você será capaz de resolver.
Mas mesmo assim e por alguma fatalidade da vida ou incompetência pessoal não sentir capaz de resolver alguns infortúnios que surgiram em sua vida, faça como eu, procure conselhos das pessoas amigas, quase sempre funciona, além é claro do próprio site de procura como o Google, afinal de contas ‘para tudo na vida há uma solução!’.
E se de repente você não está conseguindo enxergar uma luz no final do túnel, é porque com certeza você está de braços cruzados e de olhos bem fechados para todas as possibilidades que  gentilmente a vida lhe proporciona, não seja ruim consigo mesmo, mude seu ângulo de visão, mude as lentes dos teus olhos, de repente  você pode se surpreender com o que nunca conseguiu enxergar antes.

Paulo RK

Noites e manhãs maravilhosas!

Pense numa noite fresca com estrelas a brilhar num céu negro iluminado por uma lua cheia, tão maravilhosa capaz de encher nossas almas com puro sentimento de ‘nostalgias’.
E para completar tais sentimentos bonitos da noite anterior, acordei com uma profunda sensação de bem estar, vocês não tem noção de como a vida revela o “paraíso” prometido por algumas religiões aqui na terra, quando nutrimos sentimentos de gratidão por ela.
O motivo desta minha reflexão é exatamente essa, ‘ a falta de gratidão’, pessoas ingratas sofrem gratuitamente simplesmente porque tem gente neste mundo e planeta, que estão acostumados a reclamar com tudo na vida, que se tornam incapazes de apreciar as belezas intrínsecas e naturais nelas mesmas, e do próprio mundo em que vivem.
São tantos sentimentos ruins que tais pessoas acumulam em todas as suas vidas, que elas se tornam insuportáveis no convívio social, são pessoas chatas que quase sempre preferem viverem isolados por opção, alguns mais atrevidos dizem barbáries como terem preferência de viver com animais do que em companhia do seu próprio semelhante, ‘não acredito que tais convivências com animais de outras espécies, supram suas necessidades do convívio social com os da sua própria espécie’.
Mas não estou aqui para julgar quem quer que seja, afinal de contas sou como todo mortal comum, cheio de falhas e imperfeições, talvez a diferença mais marcante entre eu e as pessoas do meu entorno, é que me esforço ao extremo e procuro compensar minhas falhas como ser humano.
Pois fui educado para não incomodar as pessoas, seja com as minhas mesmices pessoais ou com as minhas próprias incapacidades de lidar com as minhas próprias fraquezas, medos e frustrações.
Bem no começo da minha vida, quando ainda era muito jovem, sofria muito pela minha própria ‘ingratidão’, por considerar que todas as coisas ruins me aconteciam injustamente, e não era merecedor de certos infortúnios.
Fazia muitas comparações entre eu e a as pessoas que julgava serem mais felizes do que eu próprio e na minha mente equivocada, me sentia vítima de tudo e de todos, sim quando adolescente ‘adorava’ me fazer de vitima.
Hoje mais maduro sobre vários aspectos do comportamento humano, quando olho para trás me “arrependo” por ter sido assim, no entanto depois do advento do amadurecimento percebo que embora tenha percebido “tardiamente” que tudo na vida tem uma razão para ser e acontecer, não devendo lamentar e perder tempo como fazia no passado, agora tenho que resgatar tudo que deixei passar batido quando ainda era ingrato.
Sim hoje com mais vivencia e maturidade mental, compreendo que o fato de ter sido ingrato na minha vida estava cego para as oportunidades que existiam bem a minha frente e ao meu lado, dentro inclusive das dificuldades e obstáculos que surgiam na minha vida.
Não me tornei num masoquista, mas hoje agradeço por cada dificuldade que surgem na minha vida, afinal de contas obstáculos e problemas existem para nos ensinar, agregando valores que muitas vezes em bons momentos não conseguimos enxergar.

Paulo RK