Paulo Rk

Paulo Rk
Contemplação da mente

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Sentindo falta dos incríveis olhos azuis

Tem uma “gatinha” me visitando todos os fins de tardes, me fazendo companhia até às 22 horas.
De tão frequente virou rotina, alias uma rotina muito agradável, e acredito que seja reciproca este sentimento.
Pois percebo em seu semblante, o manifestar de uma felicidade incontida em me ver e ouvir falar.
Falamos sobre muitas coisas, das experiências pessoais e das coisas que gostaríamos de mudar neste mundo.
É engraçado, como todos nós humanos, nos acostumamos com todos os tipos de realidades e nos adaptamos a qualquer uma delas.
No período das 18 até às 22 horas da semana passada, fui premiado com tal presença, de segunda a sexta.
Antes neste mesmo período, não costumava receber ninguém apenas fazia as coisas que eu tenho que fazer, cumprindo a minha rotina de todos os dias.
Mas por razões que desconheço, hoje no sábado, senti a sua ausência, e de certa forma um vazio inerente, que está me consumindo.
Consumido por não saber os motivos do seu não comparecimento, e principalmente, por me preocupar se eu a ofendi em algum momento, com as minhas palavras.
Não gente, a tal gata não é uma pessoa de olhos azuis, e sim uma gatinha siamesa com incríveis olhos da cor do céu, quanto à conversa, elas realmente aconteceram.
Pois costumo conversar e até ter um bate papo informal com os animais, porque muitas vezes tenho a impressão de que os animais nos compreendem muito melhor do que a nossa própria espécie.
Paulo RK

2 comentários:

  1. TAMBÉM AMO OS BICHINHOS

    ResponderExcluir
  2. que "ÓTEMO" então seja bem vindo, estimado amigo anônimo!

    ResponderExcluir