Paulo Rk

Paulo Rk
Contemplação da mente

domingo, 10 de janeiro de 2010

Herois


No ano passado eu assisti a um seriado chamado heroes.
O filme chama atenção não pelo aspecto obvio dos mutantes terem
poderes, mas pelo aspecto humano.
O ser humano por sí só, senti crises existenciais, imaginem se por algum
salto da evolução genética, ou por alguma anomalia, desenvolvessemos
alguns poderes extraordinarios.
Então aumentariamos consideravelmente as nossas crises existenciais.
Ou seja complicariamos as nossas vidas, mais do que poderiamos
imaginar.
Por outro lado existe um outro aspecto, que é o lado positivo de ter
poderes além da capacidade humana.
Imaginem uma pessoa com capacidade de congelar um ambiente em
questão de segundos, ou uma com capacidade de gerar eletricidades
infinitamente.
Pessoas com tais poderes poderiam ajudar as outras pessoas ou mesmo
lutar contra as crescentes criminalidades urbanas.
Ao assistir o seriado fiquei inspirado e expressei o desejo de ter algum
tipo de poder aos meus amigos mais intimos.
Alguns deles torceram o nariz afirmando que deveria ser mais adulto e ter
uma visão mais prática do que o conceito cinematográfico.
Por fim me convenceram de que o homem, não precisa de nenhum poder
extraordinário, pois ele tem a capacidade de motivar as pessoas do seu
convívio, através de palavras e atitudes.
E concluo neste meu primeiro blog do ano 2010, de que todos nós temos
a capacidade de ser um herói na vida daqueles que conhecemos e
amamos.
O homem não precisa de mais poderes para fazer a diferença, pois nós
possuimos a inteligência e a superioridade de sermos simplesmente
humanos.
Muito obrigado por terem lido até o último parágrafo e feliz ano de 2010.
Paulo Rk.

Um comentário:

  1. muito bom esse seriado assisti quase todos heheheheh

    ResponderExcluir