Paulo Rk

Paulo Rk
Contemplação da mente

domingo, 27 de março de 2011

Brigando com a torneira da cozinha!


Comédia, assim defini a minha aventura, de trocar a torneira gotejante da cozinha.
Estou morando atualmente numa espécie de edícula, ela se situa no fundo da casa principal, da edícula até a caixa de registro, tem uma boa caminhada, sem falar na escada, que tenho que subir para acessar o registro.
Então imaginem, nesta empreitada foram gastas duas horas, e mais alguns quilinhos que devo ter perdido a rodo, pois suei como um atleta.
Tamanha dificuldade, apenas para trocar a torneira, me fez refletir, sobre uma questão cruel, para qualquer ser humano.
Fiquei pensando, todo mundo é bom em alguma coisa, mas a questão de hoje, sou eu, e a pergunta que não quer calar é; “o que é que sei, fazer de melhor nesta vida?”
Já percebi, que serviço de pedreiro sou uma negação, e nem me peça para rebocar uma parede ou mesmo pinta -La, pois vou gastar demasiadamente os materiais, e não vou garantir um serviço absoluto.
Em épocas de crise, todo mundo se vira nos trinta, cada um dá um jeitinho brasileiro para garantir o mínimo, de conforto em suas vidas.
E é neste ponto, que eu naufrago, só não morro afogando, porque ainda não chegou a minha hora, eu acho!
Não estou falando de trabalhar para ganhar dinheiro, ter autonomia, e sobreviver sem nenhum arranhão, no fim de cada mês.
Menciono as pequenas manutenções necessárias na vida , como por exemplo, trocar a torneira com goteira, arrumar um telhado quebrado, trocar um chuveiro, e entre outras atividades, que todos nós estamos sujeitos.
Faço, por não ter opção, por não ter alguém que faça por mim, então faço contrariado, desperdiçando horas, onde poderia estar fazendo outras coisas, que me dão mais prazer.
Enfim, eu sei que estas questões são comuns a qualquer ser vivo, e como tudo na vida, temos que saber leva -lãs, no entanto, o que me incomoda, é o fato de eu ter que fazer, meio que forçado.
E nesta condição, não consigo fazer bem feito, aliás tenho como filosofia, fazer tudo bem feito, mas não desta forma, forçado!
Detalhe, não é uma pessoa que me força , mas a própria situação,invisível e impessoal, pois se eu não trocar a torneira com goteira, no final do mês quem vai pagar a conta, sou eu mesma.
Então não posso culpar as pessoas, o governo e nem o sistema, o que torna a situação mais deprimente e cruel, pois parece que nos sentimos mais aliviados, quando podemos culpar um alguém.
No balanço geral das minhas “crises” existenciais, cheguei a conclusão que a torneira foi colocada com um nível aceitável de satisfação, apesar do banho, de esguicho da água que tomei, e da suadeira de ter que subir e descer a escada, repetidas vezes.
Falando sério, a coisa que eu sei fazer de melhor, fora o meu trabalho, eu acho que é cuidar das pessoas ao meu redor, faze -Las sentir aconchegadas em minha companhia , totalmente desinteressadas em quem elas sejam ou em suas riquezas.
Aprendi na vida, que quando dedicamos as nossas ações ao próximo, principalmente aquelas pessoas menos favorecidas, recebemos muito mais daquilo que esperamos da própria vida.
A arte do servir, ainda é uma forma de doação, um grande legado para toda a humanidade!
Muito obrigado por lerem até o último parágrafo, desejo a todos que valorizem atitudes simples, como é a atitude de servir bem os nossos semelhantes.
Paulo RK SP MINDS NAMASTÊ!

10 comentários:

  1. Eu confesso que não sei fazer nada disso. Nem mesmo trocar um botigás de jão. Tenho medo de altura e odeio pegar no pesado.
    No começo me culpava por isso, mas hoje parei. Acho que cada um é de um jeito. Tenho um amigo mais novo que eu que sempre foi pedreiro, trabalha feito uma máquina. Eu não sou assim. Temos o direito de "não levar jeito", pra certas coisas.

    ResponderExcluir
  2. Nem mesmo os maiores gênios da humanidade eram brilhantes em tudo... Todos temos os nossos pontos fortes e fracos, e devemos ressaltar os primeiros e procurar para superar os segundos. O importante é ser feliz, e não "bom" em algo, isso apenas facilita a vida, mas não é a sua razão de existir.
    Muito obrigada pelas palavras lá no blog, fico honrada com tanta consideração de sua parte!
    Um grande abraço,
    Adri

    ResponderExcluir
  3. Já pensou Paulo, se você tivesse uma mulher que soubesse trocar torneiras, consertar tomadas, trocar lâmpadas, consertar a máquina de lavar... Seria um paraíso! Mas infelizmente esses trabalhinhos ficam sempre à cargo dos homens e sei que na maioria das vezes descem entalados. Acho que poucas pessoas gostam de executá-los. Eu senti a mesma coisa de vc com a torneira ao tentar trocar um pneu... Desisti e fui ao borracheiro com o pneu furado e o resultado foi uma roda amassada.
    Então, notamos que todas as profissões são igualmente importantes, quer seja médico, professor, costureira, pedreiro, eletricista, técnico em informática, ou seja, "cada macaco no seu galho" né?

    ResponderExcluir
  4. Pois E Paulo a necessidade obriga, mas tente invente e faça sempre diferente....seja como for não deixe de tentar...ou ainda de pedir ajuda, não estamos sozinhos...pense nisso.
    Sigo-te agora oficialmente, já o fazia através do ALMA DO POETA e agradeço muito as tuas palavras deixadas no CaMaLeOa.

    Com Carinho

    Jak

    ResponderExcluir
  5. De uma torneira você fez um coquetel de pesos e medidas daquilo que somos capazes, esse é o Paulo! rs

    Veja pelo lado bom, você praticou exercício sem nem precisar ficar com aquela cara de bobo na esteira, e ainda engenhou o conserto de uma torneira! hehe

    Eu confesso que acho inadmissível um homem nao saber algumas coisas, porque eu morei sozinha por muito tempo e sempre fazia, sem o menor problema. Mas pior ainda que nao saber fazer, é fazer mal feito....

    #Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. O que você não sabe fazer é o mínimo. O que você faz de melhor é o melhor para o mundo, escrever.

    ResponderExcluir
  7. Hehehe todo mundo já passou por esse aperto, qm não da um de encanador em casa nao é mesmo?? eu mesmo tenho dessas histórias, chuveiro e cia tmb.. hahaha

    abraço. Malz pela demora, mas sempre leio aqui.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Paulo!!
    Não me acho tudo isso que vc fala de mim, ainda falta muito para chegar lá. Mas, a cada dia tento melhorar meu EU.
    Quanto a trocar torneiras e outras coisas necessárias ao nosso bem estar é problema seríssimo.Também estou com problemas de pingo, mas é embaixo da pia.Meu marido já fez tudo o que sabia e nada de conseguir consertar. Teve que chamar um especialista.
    Penso, que Deus é tão perfeito que criou as pessoas para que tivessem profissões diferentes.
    Já imaginou se todas as pessoas soubessem fazer de tudo? Se tornariam insensíveis, e não se ajudariam mútuamente.Estamos nesta vida para darmos as mãos e ajudar ao próximo.
    Nossa, escrevi muito(coisa rara)!
    Um lindo dia prá vc!!
    Bjs!!
    As arteiras

    ResponderExcluir
  9. A nossa alegria supera nossa tristeza, nosso consolo supera nossa dor, nossa fé supera nossa dúvida, nossa esperança supera nosso desespero, nosso entusiasmo supera nosso desânimo, nosso sucesso supera nosso fracasso, nossa coragem supera nosso medo, nossa força supera nossa fraqueza, nossa perseverança supera nossa inconstância, nossa paz supera nossa guerra, nossa luz supera nossa escuridão, nossa voz supera nosso silêncio, nossa paciência supera nossa impaciência, nosso descanso supera nosso cansaço, nosso conhecimento supera nossa ignorância, nossa sabedoria supera nossa tolice, nossa vitória supera nossa derrota, nossa ação supera nosso tédio, nosso ganho supera nossa perda, nossa resistência supera nossa fragilidade, nosso sorriso supera nosso choro, nossa gratidão supera nossa ingradidão, nossa riqueza supera nossa pobreza, nosso sonho supera nossa realidade... Nosso amor a Deus, ao próximo, à vida, nos faz superar tudo! (Pr. Edilson Ram)Uma semana de vitórias Deus é com tigo creia! TENHO UM BLOG GOSTARIA DE TI CONVIDAR SEGUIR O ENDEREÇO É:http://SNSDEUS.BLOGSPOTFICA COM NOSSO PAPAI já estou te seguindo te encontrei através de uma amiga,post teu comentario vai ser uma benção prs seguidores e visitantes uma semana com muita sorte de benção!!!

    ResponderExcluir
  10. É Paulo, até consigo fazer muitos trabalhos braçais no âmago domésticos, conhecimentos adquiridos através da mais profunda curiosidade, eletricamente falando inúmeros choques nada mortais. O que ocorre, é que tenho imensa preguiça em trocar um chuveiro, uma tomada elétrica, enfim, é uma tarefa que não me agrada. Gostei muito do teu blog, acredito que estarei sempre por aqui. Abração meu caro, muita saúde pra ti.

    ResponderExcluir