Paulo Rk

Paulo Rk
Contemplação da mente

domingo, 6 de julho de 2014

Não quero ser melhor que ninguém, só quero fazer o que gosto e me sentir bem comigo mesmo!

Ninguém é melhor do que ninguém por ter posses materiais, ou por possuir algum cargo político ou social dentro da sociedade.
Somos todos, um amontoado de carbono, com capacidades de sonhar e realizar por tudo que acreditamos e lutamos nesta vida.
Feliz daqueles que não se valem de suas conquistas, ou daqueles que são humildes o bastante, para respeitar aqueles que não se conscientizaram que somos capazes, de realizar algo neste mundo, se assim e quando desejarmos.
Obviamente que estou falando do desejo acompanhado de luta, pois se ficarmos de braços cruzados, as únicas coisas que veremos em nossas vidas, é o tempo passar.
E como sabemos, o tempo é um dos muitos outros fatores, que não conseguimos controlar, apesar da nossa suposta evolução tecnológica neste planeta, e a pior coisa, neste vasto universo, é perder tudo aquilo que não conseguiremos jamais resgatar.
Percebo rápido o grau de evolução de algumas pessoas do meu convívio, ao ouvir o que elas falam e reparar em suas atitudes.
Certas pessoas do mundo deveriam refletir melhor no que elas falam antes mesmo de vomitarem besteiras, que lhes fecham as  portas e muito pior, conquistam a antipatia dos amigos.
Um amigo sem noção fez comentários negativos, sobre o número de seguidores do meu blog, ele mencionou que se o meu blog fosse bom, eu teria mais de mil seguidores.
Um comentário de natureza horrenda e estúpida, revelando o quanto são esquálidas os sentimentos desta pessoinha!
Primeiro porque escrevo, não para ter seguidores, não sou Santo,  político ou um artista em ascensão, para inflar o meu ego com  números avantajados de pessoas seguidoras.
Escrevo pelo prazer que tenho de me expressar em palavras, todos os sentimentos que não posso sair falando para todo mundo ouvir.
Escrever para mim é vivenciar por várias vezes, experiências  únicas do meu cotidiano, vivenciar todas as vezes que eu ler e reler quando bem entender, para aprender a viver melhor, afirmando sem titubear; ‘escrevo logo existo’!
Não vivo em função de agradar pessoas, mas sou sincero em dizer que fico muito feliz se tais pessoas seguidoras identificam de alguma forma com os meus textos, isso de certa forma me agrada e me faz feliz. (Muito obrigado a todos que me seguem neste humilde blog!)
Mas não escrevo em função de ter um número avantajado de seguidores, pois não sou contador, e se o mundo só quer saber de números, faço da minha vida diferente, pelo menos em termos de valores verdadeiros.
Eu quero ser feliz, me descobrindo, saber das coisas que saem do meu coração e mente, divulgando e compartilhando com o mundo, sentimentos latentes e inerentes.
E quando o meu tempo aqui na terra acabar, quero ser lembrado pelos pensamentos e sentimentos mais profundos, não pelas coisas que tive ou não tive.
Pois números são meramente estatísticas e elas não nos revelam os verdadeiros sentimentos que os homens carregam dentro de si mesmo!
De que adianta você ter a maior fortuna deste planeta, ser uma pessoa badalada, e ter um número considerável de amigos seguidores nas redes sociais ou mesmo no blog, se ao mesmo tempo, você sente um vazio por dentro, por não saber quem você é, e do que é capaz de realizar por você mesmo?
Pensem!!!!!!
Paulo RK

Nenhum comentário:

Postar um comentário