Paulo Rk

Paulo Rk
Contemplação da mente

terça-feira, 3 de maio de 2011

O deus que eu sigo, é assim!


Vou mostrar uma coisa muito interessante, repare nesta frase; “desafiar eu sempre!”
Pode estar incorreta, mas preste atenção no seu significado.
Se pegar as primeiras letras, das palavras que compõem esta pequena frase, você terá como formação, a palavra DEUS,“D” de desafiar, “E” de eu, e “S” de sempre, ficando deste jeito, Desafiar+Eu+Sempre.
Então posso dizer, sem nenhuma ressalva, que deus não existe para as pessoas que não tem o costume de arregaçar as mangas, e enfrentarem os seus maiores medos.
Eu acredito, sim, numa força e inteligência superior, e ela está dentro de mim e em todas as coisas neste imensurável, e incompreensível universo.
Não preciso julgar as outras práticas religiosas, faço das minhas atitudes, e o meu respeito pelo próximo, uma comprovação das minhas crenças, desta convicção, surge a sabedoria, e a necessidade de amar e ser amado por todos.
Estou cansando de pessoas hipócritas, que insistem em nos converter, elas são tão burras, tão abitoladas, que por alguns instantes, penso que nem elas próprias, sabem do que estão falando.
Elas só repetem,balbuciam o que estão lendo,e ao interpretar o seus atos e palavras, que quase sempre amaldiçoam seus semelhantes, pelo simples fato de não seguirmos o mesmo deus deles, eles realmente não entendem absolutamente nada, do que é amar os outros, como a si mesmos.
Não estou blasfemando, o que eles consideram sagrados, pois eles pecam mais do que eu,praticando uma idéia controversa, se somos a semelhança do nosso criador, como podem afirmar que vamos queimar no inferno, só por não compartilharmos as suas próprias crenças.
Há uma incoerência descomunal, nesta “realidade” que eles vivem, pois como podem ter tanta certeza, baseados somente em suas conveniências!
O deus que eu sigo, e principalmente, que eu pratico, é a do amor ao próximo,respeito e acima de tudo a do esclarecimento.
Não preciso dizer aos outros, que pratico tal religião, as pessoas por si só observam em mim, em minhas atitudes, e principalmente pelo respeito que tenho pelo meu semelhante.
Tenho as minhas próprias convicções, das mudanças que tenho alcançado em minha vida, de forma consciente e em nenhum momento, peço por um milagre.
Pois o deus que eu pratico, me ensinou, que nós somos o próprio milagre, portanto podemos operar milagres, e não precisamos mendigar por ele.
O deus que eu pratico, sempre falou para mim em suas escrituras; “faça por onde que eu te ajudarei!”
Então vivo a minha vida, em paz, não faço da minha crença um motivo de guerra, e nem da discórdia com o meu semelhante, pois acho um absurdo, a idéia de que devemos ter os mesmos pensamentos.
O deus que eu pratico, criou um mundo livre, onde cada um pode acreditar naquilo que ele bem entender, bastando apenas não fazer, ou falar mal do próximo, respeitando se assim a individualidade de todos os nossos irmãos.
O deus que eu sigo, me ensinou que, o maior pecado do homem é a hipocrisia, algo do tipo; “faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço!”
Então este deus ,que eu sigo não castiga e nem repreende alguém, ele simplesmente nos deixou o livre arbítrio, para aprendermos com os nossos próprios erros e acertos.
Então, estou dispensando, estes irmãos, que ainda cultuam um deus cruel, que castigam todos aqueles que não depositam fé em seus poderes.
E para finalizar a minha pequena revolta, vou deixar uma pequena frase que leio constantemente nas minhas escrituras sagradas, ou que eu considero sagrado; “o homem vive e morre pelas suas próprias crenças!”
Opa, já ia me esquecendo de uma outra relevante; “a mente humana é como um paraqueda , ela funciona melhor aberta!”
Muito obrigado por terem lido até o último parágrafo.
Paulo RK SP MINDS NAMASTÊ!

7 comentários:

  1. Muito bem Paulo, entendido plenamente seu ponto de vista e partilho do mesmo princípio que você, ou seja, meu Deus está, vive dentro de mim e da natureza que me cerca. O que faço aos meus semelhantes refletirá em minha vida, por isso respeito as pessoas, as plantas e os animais.
    Tenho certeza que o shintoismo seria uma filosofia de vida perfeita para eu seguir, mas aqui na cidade em que moro não tem nenhum templo desses, mas admiro muito a filosofia do budismo, embora não pratique nenhuma religião em minha vida. Meu princípios são: Viva e deixe Viver e o maior de todos os mandamentos "Ame o próximo como a ti mesmo."
    um super abraço carioca

    ResponderExcluir
  2. Embora eu tenha achado o joguinho de palavras clichê, não deixa de ser bonitinho.
    Sou completamente avesso a qualquer tipo de religião, mas não a Deus. Você tem razão, a mente humana funciona melhor se for abrida.
    Acho que se todo mundo respeitasse o Deus de todo mundo, ou no caso a falta de Deus, talvez fosse tudo muito melhor.

    ResponderExcluir
  3. O meu Deus tb é assim!

    "O deus que eu sigo, e principalmente, que eu pratico, é a do amor ao próximo,respeito e acima de tudo a do esclarecimento."

    bjão ao "xará"

    ResponderExcluir
  4. Paulo! Você é fantástico! Fantástico! Que texto MARAVILHOSO que vc escreveu. Amei! Parabéns por tão sábias palavras!

    "como podem afirmar que vamos queimar no inferno, só por não compartilharmos as suas próprias crenças". Concordo com você! Eu tenho minha religião. Sou uma pessoa de muita fé. Mas, não gosto dessa coisa, que alguns irmãos meus fazem - julgar! Com que direito certas pessoas têm de julgar, só porque fulano não é da mesma religião, ou não prega o mesmo Deus, já está condenado. As coisas não funcionam assim! Deus é amor! Todos somos filhos de Deus!

    Uma boa noite pra te*
    Abraços,
    Lu

    ResponderExcluir
  5. "Então este Deus ,que eu sigo não castiga e nem repreende alguém, ele simplesmente nos deixou o livre arbítrio, para aprendermos com os nossos próprios erros e acertos."....Seguimos o mesmo Deus e é isso que conta.

    Fantástico o teu texto e foi sem dúvida alguma o melhor que li até agora no seu blog...e olha que amo vir aqui aprender contigo.
    Obrigada por essa benção que é ter vc pertinho de mim, mesmo que por uma tela de computador.

    Te admiro muito garotinho.

    Beijuuuuuuuuuuuuu

    ResponderExcluir
  6. Oi Paulo,
    Sei que estou sumidinha, mas já leu lá os motivos né, e quando apareço já chego deparando-me com um texto tão denso, que fala de fé e de respeito principalmente a visão do próximo.
    O que mais admiro em você é esta capacidade de se mostrar sem ofender ninguém, de abraçar seu ponto de vista sem ser egoísta achando que é o único válido.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  7. excelente Paulo! é o que penso tb, o jeito que sinto Deus... é Deus de amor, natureza, que está ao nosso favor. E não um deus punitivo, que parece se orgulhar de punir, mandar pessoas pro inferno eterno, etc. se nem um pai humano tem esse sentimento, pq Deus teria? e nem vejo Deus como um ser "único", vejo-o como o todo, está em tudo e em todos...

    abraços!

    ResponderExcluir