Paulo Rk

Paulo Rk
Contemplação da mente

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Fazendo um inventário na minha vida


Depois de alguns empreendimentos pessoais fracassados, despertei novamente para a realidade que é a vida, rotineira e visceralmente exigente, sobre todos os aspectos.
Por isto, não pude me dar ao luxo de ficar lamentando, pelo leite derramado.
Pois a vida é imparcial, e prosseguir é imperativo, se abrirmos mãos dos nossos sonhos e objetivos, pagaremos um preço muito alto, pela desistência.
Pois vivemos dentro deste conceito de vida, que é prosseguir em frente a qualquer custo, aconteça o que acontecer, devemos manter as nossas cabeças erguidas, e nunca abrir mão do que mais almejamos.
Foi com este pensamento, que hoje acordei inspirado em fazer um pequeno inventario, de tudo que possuo de bens materiais.
Possuo muitas coisas, que para muitas pessoas, não passam de quinquilharias sem muito valor.
Sim, pequenos objetos, de valores sentimentais considerados descartáveis por muitos.
No entanto, estas relíquias emocionais, são para mim, o maior tesouro que um homem poderia desejar em toda a sua vida, pois cada uma delas, possuem uma história registradas em algum momento especial e passagens das minhas memórias.
Para se ter um idéia tenho uma caixa cheinha de monstrinhos Pokémon, um monte de guardanapos, roubados de barzinhos e assinados por alguns amigos de bem com a vida, como se fossem autógrafos de celebridades.
Camisetas que nem servem mais para mim, mas que teimo em guarda-lãs, só porque foi um presente de um amigo pra lá de especial.
Canetas sem cargas, copos, bandejas, algumas cartas, tão velhas que a própria tinta está desaparecendo, dados, chaveiros, canivetes, pequenas réplicas de quadros famosos, um protetor de dedo, daquelas utilizadas para costurar que ganhei da minha querida vó , e entre outras coisas, que estressaria qualquer ladrão, em busca de algo de valor.
Mas como na vida tudo é relativo, estes objetos tem um valor intrínseco para mim, e como já mencionei, emocional, pois tudo que sou hoje, se resume nas pequenas experiências de vida materializadas, e que se traduzem em sentimentos.
Não quero dizer que sou tudo que tenho,ou que as pessoas são o resumo de tudo que elas possuem em termos materiais,nada disto, quero dizer que em cada objeto, uma recordação, uma doce e agradável memória que fazem de mim uma pessoa completa.
Pois aprendi que a maior riqueza da vida, são os bons momentos proporcionados pela própria vida, e eternizados em nossas lembranças, só consegue viver uma grande emoção a cada dia, quem tem boas recordações guardadas.
Muito obrigado por terem lido até o último parágrafo, espero ter agregado algum valor sentimental em suas vidas, mas se não consegui desta vez, por favor, me dê mais uma chance, pois dos meus objetivos, não abro mão nunca!
Paulo RK SP MINDS NAMASTÊ!

5 comentários:

  1. eu entendo o que vc fala, pq mta coisa q guardo tem esse sentimento, é símbolo de uma emoção e não é símbolo de valor monetário. como se cada coisa cristalizasse um bom momento, amor e saudade.

    entendo vc.

    bom dia

    ResponderExcluir
  2. "Só consegue viver uma grande emoção a cada dia, quem tem boas recordações guardadas."

    Esse final me arrematou Paulitio, que frase mais poderosa!
    Seremos um sepulcro, caso nao tenhamos essas lembranças, porque sem elas somos quase mortos.
    Quando eu trabalhei numa empresa com um diretor japonês, ele insistia muito na implantação do 5S (conhece?), e desde lá aprendi a "limpar" minhas gavetas, por assim dizer. Sem querer fui me deixando endurecer pela vida, e no final das contas acabei nao valorizando mais todo esse relicário que você tem guardado.
    Você dividiu lembranças lindas comigo hoje naquele comentário sobre sua mae, eu adorei!

    Namastê!! :->

    ResponderExcluir
  3. Querido adoro esta sua percepção da vida. Conduzo a minha muito por este lado. Sem dúvida alguma, só seremos felizes se vivermos plenamente cada instante da vida e para isto é preciso q tenhamos uma história feliz e comprometida com a seriedade dos sentimentos, a valorização das lembranças e a força do caráter.

    Amei tudo isto e a forma clara e objetiva, didática mesmo, com que vc desenvolveu sua reflexão ... parabéns ...

    bjão

    ResponderExcluir
  4. Olá meu amigo!!

    Ja vou chegando e me desculpando- estive fora de area posso dizer assim.. kkk

    Ando literalmente sem tempo tentando ajeitar as coisas.

    Bom meu amigo- espero q esteja bem!

    Um forte abraço saudade de vc cara!

    Te espero no Alma!

    ResponderExcluir
  5. Paulo,

    Eu aprendi a recomeçar, a me levantar e reerguer.
    Todo dia eu tenho feito isso, incansavelmente e com determinação.

    beijos

    ResponderExcluir