Paulo Rk

Paulo Rk
Contemplação da mente

quarta-feira, 13 de abril de 2011

A diferença entre ser rico e pobre


Um dia, um pai de família rica, grande empresário, levou seu filho para viajar até um lugarejo com o firme propósito de mostrar o quanto as
pessoas podem ser pobres.

O objetivo era convencer o filho da necessidade de valorizar os bens materiais que possuía, o status, o prestígio social; o pai queria desde
cedo passar esses valores para seu herdeiro.

Eles ficaram um dia e uma noite numa pequena casa de taipa, de um morador da fazenda de seu primo...

Quando retornavam da viagem, o pai perguntou ao filho:

- E aí, filhão, como foi a viagem para você?

- Muito boa, papai.

- Você viu a diferença entre viver com riqueza e viver na pobreza?

- Sim pai! Retrucou o filho, pensativamente.

- E o que você aprendeu, com tudo o que viu naquele lugar tão paupérrimo?

O menino respondeu:

- É pai, eu vi que nós temos só um cachorro em casa, e eles têm quatro.

Nós temos uma piscina que alcança o meio do jardim, eles têm um riacho que não tem fim.

Nós temos uma varanda coberta e iluminada com lâmpadas fluorescentes e eles têm as estrelas e a lua no céu.

Nosso quintal vai até o portão de entrada e eles têm uma floresta inteirinha.

Nós temos alguns canários em uma gaiola eles têm todas as aves que a natureza pode oferecer-lhes, soltas!

O filho suspirou e continuou:

- E além do mais papai, observei que eles oram antes de qualquer refeição, enquanto que nós em casa, sentamos à mesa falando de negócios,
dólar, eventos sociais, daí comemos, empurramos o prato e pronto!

No quarto onde fui dormir com o Tonho, passei vergonha, pois não sabia sequer orar, enquanto que ele se ajoelhou e agradeceu a Deus por tudo,
inclusive a nossa visita na casa deles. Lá em casa, vamos para o quarto, deitamos, assistimos televisão e dormimos.

Outra coisa, papai, dormi na rede do Tonho, enquanto que ele dormiu no chão, pois não havia uma rede para cada um de nós.

Na nossa casa colocamos a Maristela, nossa empregada, para dormir naquele quarto onde guardamos entulhos, sem nenhum conforto, apesar de termos camas macias e cheirosas sobrando.

Conforme o garoto falava, seu pai ficava estupefado, sem graça e envergonhado.

O filho na sua sábia ingenuidade e no seu brilhante desabafo, levantou-se, abraçou o pai e ainda acrescentou:

- Obrigado papai, por me haver mostrado o quanto nós somos pobres!


MORAL DA HISTÓRIA:

Não é o que você tem, onde está ou o que faz, que irá determinar a sua felicidade; mas o que você pensa sobre isto! Tudo o que você tem, depende da maneira como você olha, da maneira como você valoriza. Se você tem amor e sobrevive nesta vida com dignidade, tem atitudes positivas e partilha com benevolência suas coisas, então... Você tem tudo!

Este texto de extrema relevância , não é de minha autoria, recebi por e-mail de um amigo muito especial chamado, Marcilio Gomes.
Muito obrigado por terem lido até o último parágrafo.
Paulo RK SP MINDS NAMASTÊ!

7 comentários:

  1. É por isso que eu odeio ricos e gostaria que todos eles ficassem pobres. Outro dia mesmo minha tia me disse que aconteceu algo parecido, quando uma outra tia minha de São Paulo ligou e conversa vai, conversa vem, reclamou que a reforma da casa deles nunca tem fim e que ela está martirizada do filho ter que dormir no chão enquanto o quarto dele não fica pronto nunca. Minha tia retrucou a ela dizendo: "Ué, o Eduardo dorme no chão da sala já faz 3 anos porque aqui em casa só tem um quarto."

    ResponderExcluir
  2. Somente penas bonitas nao fazem pássaros belos nao é?
    Eu diria tranquilamente que você foi o autor desse texto, porque seus textos sao parecidos, e eu gosto o modo como as suas palavras me atingem, me mostrando essa ou aquela situação que passaram despercebidas.

    Um beijo carinhoso,
    Cris

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Paulo!!

    Tem sempre uma moral da história!

    Eu ja deixei de pensar que sou porq vim daqui ou dali, acredito que sou por me permitir exatamente aquilo que quero ser.

    Quando entendi isso... até minha bicicleta ganhou status de moto..rs

    Abraço meu amio sempre muito bom ler vc!

    Te espero no Alma.

    ResponderExcluir
  4. Hoje vc se superou meu amigo. Que lindo texto nos trouxe. É preciso enxergar a vida com os olhos do coração. Me encanta cada vez mais viajar pelas letras do teu blog.
    Amuuuuuuuu tu garotinhuuuu hehehehe

    beijos

    PS. tem chuva de carinho para vc no endereço abaixo:
    http://aspalavrasquemedefinem.blogspot.com/2011/04/selinhosmeu-para-voce.html

    ResponderExcluir
  5. Bom dia querido amigo,nossa muito bom... de coração teu blog é um dos que mais tenho alegria de estar, Faça dos obstáculos degraus para aquilo que você acha supremo,vc é uma benção teu blog também, um lindo final de semana com toda sorte de benção! Vc e teu blog me faz um bem danado ti gosto muitooooo bjks!

    ResponderExcluir
  6. Todas as fábulas nos ensinam como viver plena e abundantemente ... achamos lindo, refletimos mas continuamos com nossa "pobreza" ... enfim ...

    ResponderExcluir
  7. Esse texto é um grande ensinamento. Eu também o recebi num email e fiz uma leitura com as minhas filhas. Nós temos costume de visitarmos muitas cidades pequenas do interior e elas já conhecem bem a verdade de que nos lugares mais simples, as pessoas são muito mais naturais e felizes! obrigada por me fazer lembrar.Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir